Avançar para o conteúdo principal

VÃO-SE OS ANÉIS E OS DEDOS E OS COBARDES FICAM MUDOS E QUEDOS!

A venda de Rúben Dias, por 50 por cento da cláusula de rescisão, não era uma inevitabilidade, foi apenas uma triste consequência da péssima gestão de um presidente e da incompetência vulgarizada de um treinador. 

Quem teve o desplante de dedicar a vitória em Famalicão ao presidente, foi o mesmo que não teve a dignidade e a hombridade de explicar a derrota em Salónica e de pedir imediatamente desculpa a todos os sócios e adeptos pelo desastre desportivo e financeiro que esse fracasso acarretou. 

Tudo o que o Benfica não quer, é que depois das eleições de Outubro, LFV ainda continue a ser o presidente, e tudo o que o Benfica dispensava, era ter novamente Jorge Jesus como seu treinador. 

Com esta confluência de vontades e com Jorge Mendes por perto para apaparicar as intenções de ambos, o Benfica fica mais distante de ganhar a hegemonia do futebol português e não vai arrasar coisa nenhuma, pois com estas tão nefastas influências, o Benfica fica é mais próximo de vir a ser arrasado em três tempos. 

A eliminação precoce da Liga dos Campeões nunca foi devidamente ponderada e equacionada, tudo porque temos infelizmente um presidente convictamente fanfarrão, que não percebe nada de futebol, e um treinador injustificadamente arrogante que julga já saber tudo sobre o futebol e não tem mais nada a aprender. 

Bastou um PAOK, mais ou menos empertigado, mas comprovadamente light e facilmente comestível, como aliás qualquer iogurte grego, para arrumar com as peneiras e prosápias de Jorge Jesus e para aniquilar as pesporrências e jactâncias de LFV e dos seus apaniguados e fiéis seguidores, que confiando com o ovo no cu da galinha, deixaram-se embalar pela cantiga do bandido e pelo projecto europeu impingido, que morreu logo à nascença de parto natural. 

Já Bernardo Silva vai dando troco e continua a arrasar, não só no Manchester City pelo que joga, mas também no Benfica pelo que diz, sobretudo as ondas de choque que provoca em certos figurantes, que se tivessem mais decoro e inteligência, já teriam percebido a quem se destinam os reparos das suas mensagens, numa clara premonição de quem já estava a adivinhar o que poderia acontecer com Rúben Dias, também ele vítima da política enviesada que se pratica hoje com a formação do Benfica, que insiste aliar ao desperdício do talento o desaproveitamento desportivo, tudo porque a obsessão pelo negócio é a única forma encontrada para tapar os buracos de uma descuidada gestão. 

Vender um Benfiquista de coração, com escola e mística, e meter à troca na equação um ex-rival, com toda a escola feita de ódio e provocação, nunca é uma boa solução, até porque os valores e os sentimentos não se podem mercadejar unicamente só pela oportunidade mercantilista do negócio. 

Têm de ser preservados e defendidos. 

Quem procede desta maneira tão fria e calculista não sabe o que é o Benfica nem o que ele significa e representa. 

Florentino é outro produto da formação, que cedo percebeu que com este treinador não iria ter muitas oportunidades de jogar, e só lhe restava a opção de entrar na engrenagem do carrocel do Mónaco, com a mirífica promessa de um dia regressar, ou talvez nunca, tudo dependendo dos interesses e comissões que estiverem sempre em jogo. 

O sérvio Fejsa, o jogador-talismã que representou o Benfica durante 7 anos, ganhando sucessivos campeonatos por diferentes equipas e em diversos países, despediu-se do Glorioso em lágrimas sentidas, o que só abona em favor do seu carácter e entrega profissional com que sempre nos representou. 

Toda a sorte do mundo para ele. 

A delapidação do património desportivo e financeiro do Benfica não vai ficar por aqui, e não esperem pela demora até que Gonçalo Ramos também seja vendido. Não tardará muito tempo, menos do que a ganância dos euros o permitam. 

Amo-te, Benfica! 
 José Reis
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

1 comentários

  1. Fui uma jogado de mestre ficamos com um central melhor e muitos milhões, mas o ferreiro só sabe malhar, nao uma critica positiva deste lado.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Apoio de:


Aleatórios

Mensagens populares

As escutas do Apito Dourado foram totalmente legais

    Apito Dourado, a grande mentira das escutas   "Passaram esta quinta-feira 18 anos de um dos maiores escândalos da justiça e mais uns quantos da perpetuação de uma das maiores mentiras que alimenta o mundo do futebol."

A Máfia, a Maçonaria e o Apito Dourado

Costuma dizer-se que "a verdade é como o azeite, mais tarde ou mais cedo vem à superfície". Apareceu agora o testemunho do ex-juiz José Costa Pimenta, um antigo juiz reformado compulsivamente. A Maçonaria manda na justiça em Portugal. pulpuscorruptus.blogspot.com Mas a lei das escutas foi alterada, posteriormente em 2007 (governo Sócrates).

Carta à Cofina

Exmos. Senhores. Começo por vos dizer que sou um Benfiquista e sócio de 4 dígitos. A minha simpatia por tudo quanto é Cofina é nula...como nula é a vossa simpatia pelo meu Glorioso. Neste interim, estamos empatados. Quando estão disponíveis nos cafés, leio por alto as capas do CM, e no Record apenas aquelas duas páginas que dedicam ao Benfica. (normalmente são já notícias requentadas). O Record é mais pró-Sporting. Todos nós sabemos e isso até é o que menos me importa. Cada Jornal segue a linha que quiser. Só compra quem quer! Em casa, passo algumas vezes pela CMTV, mas como as notícias do "assassino" do "pedófilo" da "greve" do "homicida" dos "incêndios" etc etc.. se repetem, repetem, repetem até à exaustão, perco-lhes o interesse e mudo de canal. Mas é outro o assunto que me levou a escrever-vos. Os programas de desporto que vocês exibem todas as noites, onde a barulheira é tal que não se percebe nada do que dizem, a CMTV não