Avançar para o conteúdo principal

BENFICA USADO COMO ISCO NO ENGODO DE CAVANI


 A vir para o Benfica, Edinson Cavani chegaria sempre envolto num manto de dúvidas e desconfianças, por na verdade ele nunca ter demonstrado muita vontade em querer vir para o Benfica, apenas estava expectante em saber, ao certo, o que é que o mercado lhe ditava, e só em última instância, após esgotadas todas as outras hipóteses pretendidas e mais de acordo com os seus interesses, teria uma certa condescendência em olhar para um Benfica em crise e liderado por um presidente com cara de Kadafi, para auscultar o que este lhe podia oferecer de diferente ao que contratualmente não estivesse habituado o ex-príncipe do Champs Élysées.

Inebriado por uma repentina onda despesista, que na verdade só tem beneficiado Jorge Jesus, por comparação com outros treinadores que por aqui passaram e não tiveram tanta sorte, como foram os casos de Trapattoni, Rui Vitória e Bruno Lage, ainda assim todos eles campeões apesar da pouca matéria-prima que dispunham, estará agora disposto a abrir os cordões à bolsa e fazer um esforço financeiro suplementar para construir um plantel forte e competitivo, capaz de arrasar cá dentro e fazer furor lá fora, porque a grandeza e o prestígio do Benfica a isso o obriga ou, pelo contrário, a proximidade das eleições e o receio de as vir perder no escrutínio inequívoco dos votos, é que o leva, em desespero de causa, a arriscar tudo e a colocar o pescoço no cepo, só para garantir continuar sentado na cadeira de presidente?

Os Benfiquistas já perceberam o que é mais importante para LFV e o que o faz mover, neste momento tão conturbado da sua presidência e a pagar a factura de um acentuado défice de popularidade, numa época atípica em que tudo se perdeu e nada se ganhou, em claro contraciclo e a despeito daquela que deve ser a natureza e o desígnio do Benfica.

O Benfica foi e tem sido usado como isco no engodo de Cavani, e nesta estratégia de pescaria familiar, jogador e empresário estão na expectativa de que passe um tubarão ali por perto e abocanhe de vez o destino da paciência, protelando no tempo uma resolução que se exigia mais adulta e se pedia mais conclusiva, mais parecendo uma brincadeira de crianças, a negociarem entre si, o maior quinhão de guloseimas, quando se sabe que o mercado está parado e não se coaduna para grandes aventuras, por culpa de um vírus que continua por cá e não irá embora tão cedo.

Nenhum jogador é mais importante que o Benfica e nenhum acto eleitoral justifica tamanha persistência e teimosia, a ponto de deixar um clube paralisado e entretido com estas minudências e detalhes ao minuto e ao segundo, para gáudio de uma comunicação social avençada, sem nada para editar e que vai alimentando até ao enjoo, este folhetim romanceado em capítulos diários, sendo justo dizer, para o caso em questão, que nem o pai morre nem a gente almoça.

Quem não deve estar a achar piada nenhuma ao rumo dos acontecimentos, é seguramente o treinador Jorge Jesus, que dentro de poucos dias, já estará a braços com uma pré-eliminátória de importância fulcral no acesso à liga dos campeões (disputada a um só jogo e no palco ainda por sortear), constatando-se que o plantel ainda está longe de estar completo e encerrado, pois haverá jogadores para saírem e outros, porventura, para entrarem, quando se andou uma eternidade neste “affaire Cavani”, que sempre se mostrou algo renitente em vir representar o Benfica, sob pena de se deixar esboroar boas oportunidades para trazer outros, não com tanto nome, mas com mais disponibilidade para virem.

Se o Benfica não ganhar todas as provas domésticas e não fizer boa figura na liga dos campeões, então Jorge Jesus e LFV (se ainda lá estiver…) podem amarrar uma pedra ao pescoço e atirarem-se ao rio Tejo, pois não haverá nenhum Benfiquista que se preze que se atire à água para os salvar.

É que depois de tantas promessas, decepções e frustrações, a tolerância só pode ser mesmo zero!

 Amo-te, Benfica!
 José Reis
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

3 comentários

  1. A novela latino-americana de mau gosto (como todas o são, de resto) já enfastia. Canavi já parece carapau com gravata de dias, a tresandar a ranço. O Sport Lisboa e Benfica, enredado nesta teia vergonhosa de submissão a um pesetero e ao irmão ganancioso e velhaco de renome. Uma jornada europeia à porta, um plantel para fechar e preparar para um embate de extrema importância para o clube, e o treinador a braços com indecisões que impecilham e confrangem, tal o amadorismo e aventureirismo de que estão eivados.
    Sua Alteza o Presidente, possuído pelas «luzinhas» que não deixam de o atormentar e guiar nas derivas da negociata e do desprestígio do Benfica, faz de tudo para não tombar do trono do seu império. Chico-esperto iletrado, julgou mal a inteligência e o íntimo dos benfiquistas, que não são os totós que ele, em privado, muitas vezes terá repetido que são - quem afirma que o Benfica é uma merda... Enganou-se, Alteza real. A maior parte dos benfiquistas, acho, sabem o que querem para o clube que amam de amor desinteressado, apaixonado, jenuíno. Acabou-se a papa doce para Vossa Alteza, e também para os bobis e tarecos dragartos, e outros, que enxameiam a Vossa Corte e que, está visto, olham mais às migalhas que caem da mesa imperial do que ao bom nome e aos sucessos do Benfica.
    Em outubro é tempo de uma revolução no meu clube, digna dos seus pergaminhos centenários e de quantos o erigiram com muitos sacrifícios e amor sem fingimentos nem limites, como a maior e mais gloriosa instituição desportiva nacional, e uma das maiores e mais gloriosas do universo. O povo benfiquista é quem mais ordena.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário



Mensagens populares

Limpinho, limpinho...

Barcelona sem Messi e na falência, foi esta noite uma pera doce para o Benfica que fez tudo para merecer esta gorda vitória e um passo gigante para a passagem na Champions, o que vem a dar mais uns milhares para os depauperados cofres do clube !!!

Este é o Benfica atual

O mal do Benfica é geral, é uma doença que atravessa todo o clube.  Reparemos: apesar de um orçamento global muito avultado para o país que somos, temos a seguinte situação:  - futebol masculino: perdemos vergonhosamente o campeonato e a Taça de 2020; estamos em terceiro lugar, a 4 pontos do primeiro, com duas derrotas vergonhosas nos dois últimos jogos; da Europa, nem vale falar; 

Exmo. Sr. Luís Filipe Vieira

Seguindo-lhe os passos vou enviar-lhe esta carta, não para me queixar de arbitragens, de falta de penaltis, de escassez de golos, de Covid, de escorregões e de outras desculpas esfarrapadas e escarrapachadas  ao estilo rasca de uma qualquer banda desenhada de vão de escada, num dos valores que em tempos a sua leitura elevava o Benfica e orgulhava os benfiquistas – o jornal “O Benfica”.  

Saia mais uma dose de batatas para o Celestino Mouco...

Esta prosa é apenas para um ex-amigo que tive a desdita de conhecer na minha terra natal, ( há horas do diabo...)  fanático do Vieira e do oxigenado que normalmente anda sempre a cheirar-me o rabo.  A cada traque mal cheiroso que dou, toma-o como se Chanel nr. 5 se tratasse.  Caro Celestino Mouco; há dias entraste no meu quintal e zurravas para que eu falasse das 3 batatas que o clube do jorge jesus deu ao Belenenses mas, esta noite, o teu vieira enfardou mais um saco de batatas  em Alvalixo.  O que te  valeu dares 3 batatas ao Belenenses? Bastava 1 batata e guardava 2 batatas para esta noite!  Estamos agora a 9 sacos de batatas atrás do Sportém.  É muita batata, mas espera que por este andar, o batatal do teu vieira vai bater este ano o record da safra de batatas!!! Também estamos a 5 sacos de batatas de distância do Porto, quer dizer que o batatal do teu ídolo está batatando!!! Para chegar ao TITALO, é necessário recuperar 14 toneladas de batatas!  É muita batata para a pequena camio

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra.  Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.