Avançar para o conteúdo principal

ELEMENTAR, MEUS CAROS!

Que tenhamos um poder político que recorrentemente ceda à política dos “lobbies”, para mais tarde beneficiar do retorno influenciador que esse gesto possa suscitar, já não é novidade nenhuma para ninguém, o que já me parece mais estranho, ou talvez não, é que aquilo que se decida no Terreiro do Paço tenha que ter a aprovação “urbi et orbi” obrigatória dos autarcas e forças vivas da Área “Napolitana” do Porto, que por históricos preconceitos provincianos de inveja em relação a Lisboa, não aceitem, ainda hoje, a sua irrelevância geográfica, quiçá, por culpa de Napoleão que não lhes deu cabo da arrogância e não os soube meter na ordem, ou então, por convicção e excesso de um liberalismo mal enxertado, com pontas de tiques regionalistas a precisarem urgentemente de serem desbastadas.

A intenção descarada com que o primeiro-ministro de Portugal se predispôs transferir o Infarmed, de Lisboa para o Porto, à revelia dos seus funcionários, que não seriam tidos nem achados nesta persecutória e tresloucada decisão, já não é novidade nenhuma para ninguém, mas diz-nos bem até onde pode ir a insensatez política do favor e a traficância promíscua do arranjo deferido por despacho, que por certo insuflariam a irritação e a indignação, se ainda por cá andasse, de Fernando Pessoa e todos os seus heterónimos, se achasse que ainda valesse a pena passar novamente pelo Martinho da Arcada e convocar as tertúlias de língua afiada, se entretanto a alma não fosse mais pequena que a indecência e a ignomínia que vão grassando pelo país.

Que haja nos confins desta Ibéria, uma nação valente e imortal para com os vigaristas e trapaceiros, que tenha menos sizo que o orçamento disponível para os seus desmandos e ainda se deia ao luxo e ao esbanjo de manter e sustentar um canal de clube endividado, como o Porto Canal, absorvedor de dinheiros públicos, já não é novidade nenhuma para ninguém, o que já não é aceitável e até faria abrir a boca ao Bocage para soltar alguns dos seus mais acintosos e apimentados palavrões, é que duas figurinhas camelas fossem a Belém blaterar por mais ajudas e financiamentos.

Que o centro de treinos e formação do Olival, construído pela vizinha câmara de Gaia e gentilmente cedido ao clube dos símios para usar por um período de 50 anos, ao pagamento de uma renda mensal irrisória e meramente simbólica que levaria 2.666 anos a liquidá-lo, já não é novidade nenhuma para ninguém, o que as narinas já não suportariam é este cheiro nauseabundo que exala das ligações e favorecimentos autárquicos que se medem à distância do despudor.

Que a retoma do campeonato se faça num número restrito de estádios escolhidos “à la carte” com a desculpa de se evitar pôr em pé uma pesada logística, já não é novidade nenhuma para ninguém, o que já não baterá a bolota com a perdigota é que os jogos de cada jornada se estendam por vários dias, o que faz supor que a preocupação da FPF e da Liga não seja propriamente a de consagrar um campeão e de salvaguardar a verdade desportiva, mas tão-só de evitar a falência anunciada da Sport TV, de Joaquim de Oliveira, e dos jornais desportivos, que já não sabem o que hão-de inventar para inverter tão trágico destino, que vão desde as repetições exaustivas de conteúdos enlatados até à oferta pindérica de baralhos de cartas e peças de dominó.

Que haja um clube falido a necessitar dos milhões da champions como do pão para o bandulho, para continuar a estrebuchar, já não é novidade nenhuma para ninguém, mas que não se iludam os prognosticadores de infortúnios e desgraças, que o “clube da vendetta” ainda se vai safar, nem que para isso tenham que pôr à venda a torre dos Clérigos e a ponte de D. Luís, possivelmente até com a intermediação e as boas graças da imobiliária Selminho.

Elementar, meus caros!

O que eles querem é um campeão por despacho e uma final da taça despachada do Jamor!

Amo-te, Benfica!
 José Reis


Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

0 comentários



Mensagens populares

Este é o Benfica atual

O mal do Benfica é geral, é uma doença que atravessa todo o clube.  Reparemos: apesar de um orçamento global muito avultado para o país que somos, temos a seguinte situação:  - futebol masculino: perdemos vergonhosamente o campeonato e a Taça de 2020; estamos em terceiro lugar, a 4 pontos do primeiro, com duas derrotas vergonhosas nos dois últimos jogos; da Europa, nem vale falar; 

Limpinho, limpinho...

Barcelona sem Messi e na falência, foi esta noite uma pera doce para o Benfica que fez tudo para merecer esta gorda vitória e um passo gigante para a passagem na Champions, o que vem a dar mais uns milhares para os depauperados cofres do clube !!!

Exmo. Sr. Luís Filipe Vieira

Seguindo-lhe os passos vou enviar-lhe esta carta, não para me queixar de arbitragens, de falta de penaltis, de escassez de golos, de Covid, de escorregões e de outras desculpas esfarrapadas e escarrapachadas  ao estilo rasca de uma qualquer banda desenhada de vão de escada, num dos valores que em tempos a sua leitura elevava o Benfica e orgulhava os benfiquistas – o jornal “O Benfica”.  

Saia mais uma dose de batatas para o Celestino Mouco...

Esta prosa é apenas para um ex-amigo que tive a desdita de conhecer na minha terra natal, ( há horas do diabo...)  fanático do Vieira e do oxigenado que normalmente anda sempre a cheirar-me o rabo.  A cada traque mal cheiroso que dou, toma-o como se Chanel nr. 5 se tratasse.  Caro Celestino Mouco; há dias entraste no meu quintal e zurravas para que eu falasse das 3 batatas que o clube do jorge jesus deu ao Belenenses mas, esta noite, o teu vieira enfardou mais um saco de batatas  em Alvalixo.  O que te  valeu dares 3 batatas ao Belenenses? Bastava 1 batata e guardava 2 batatas para esta noite!  Estamos agora a 9 sacos de batatas atrás do Sportém.  É muita batata, mas espera que por este andar, o batatal do teu vieira vai bater este ano o record da safra de batatas!!! Também estamos a 5 sacos de batatas de distância do Porto, quer dizer que o batatal do teu ídolo está batatando!!! Para chegar ao TITALO, é necessário recuperar 14 toneladas de batatas!  É muita batata para a pequena camio

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra.  Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.