Avançar para o conteúdo principal

BAILES DE TRIVELAS E REMOQUES DE REPUGNÂNCIA!

Somos um país que vive de antecipação de receitas e só assim consegue funcionar, almejando deste modo precipitado dar-se sempre um passo maior que a perna, e por descuido e descontrolo da moderação hipotecamos habitualmente a observância de prazos futuros por excesso de ganância.

Os clubes fazem contratos “à la longue” com as operadoras televisivas sempre no pressuposto de poderem vir a receber por antecipação logo o quinhão todo.

Esta estratégia de desenrascanço só enfraquece o poder negocial dos clubes e deixa-os amarrados e subjugados, sem qualquer espaço de manobra, a critérios consentidos de dependência.

O mesmo ocorreu agora com a comunicação social, que já estava em maus lençóis ainda antes de surgir a pandemia, mas que agora ficou em estado de indigência e desespero totais, encontrando na antecipação das receitas da publicidade institucional - nunca se percebendo qual a justeza dos critérios e avaliações feitos para se chegar a estes valores concedidos - como a única forma de poderem sobreviver, mas claramente submetidos ao poder e influência do Estado, a quem agora devem obediência, e a prova disso foi já o afastamento político/clubístico de André Ventura da CMTV, uma voz incómoda que diz as verdades que outros não gostam de ouvir e não têm tomates para as assumir.

Porque sim, sr. primeiro-ministro, os ciganos, os negros e os refugiados, há que dizê-lo sem rodeios, representam um grave problema para Portugal, e bastaria apenas citar os exemplos ocorridos nos últimos dias, daqueles que vivem à conta de uma política assistencialista do rendimento social de inserção que promove a marginalidade e o parasitismo, e não é com bailes de trivelas que se fitam as faltas de argumentos, por(ventura) será quando se encaixam e engolem os remoques de repugnância rematados por um homólogo holandês.

E não querendo trazer a política para o futebol nem o futebol para a política, como alguns descaradamente tentam fazer pela estratégia da sonsice, já todos percebemos que a única finalidade e intenção de se querer misturar e caldear tudo, é no desejo de malhar forte e feio, ainda que por interpostas pessoas ou circunstâncias, no Benfica, o alvo sempre apetecível e preferível de toda a escumalha que chuta politiquice para o ar ou rasteira jornalixo para o chão.

Por cá e no futebol, convém esclarecer, de uma vez por todas, se LFV apoiou Pedro Proença para presidente da Liga porque foi o Joaquim Oliveira que lhe mandou, ou se agora lhe tira o tapete porque foram Fernando Gomes e a NOS que lhe pediram.

O próximo presidente da Liga, seja lá ele qual for, tem que ter sempre a bênção do papa azul, que nestas coisas de eleições para qualquer cargo para o decrépito futebol português é condição “sine que non” para que haja consensos.

A LFV caberá, como sempre, o papel de paspalho, que fica a assistir a tudo de fora e à distância, para depois aceitar de cruz qualquer imbecil que lá ponham, e que passa por estar comprometido com o “lobby” futebolístico do norte.

E a ser assim, é mais do mesmo, e deixará a Federação e a Liga novamente nas mãos e nos cálculos interesseiros dos mafiosos.

Com o divórcio já anunciado entre a Liga e a NOS, no que diz respeito a patrocínios, e com as possíveis reeleições do velho corrupto a norte e do tanso LFV a sul, e com a imprensa desportiva subsidiada pelo Estado, não se augura nada de bom para o futebol em Portugal, pois tudo vai permanecer na mesma, inclusive para esta Liga portuguesa cada vez mais desorganizada e desvalorizada, sendo mais que certo que venha a ser ultrapassada num futuro próximo pelas ligas holandesa, austríaca ou mesmo belga, pois vêm dando mostras e sinais de alguma organização e crescimento competitivo, sendo já hoje muito mais atraentes do ponto de vista de oferta de patrocínios.

É para ver se aprendem!

Amo-te, Benfica! José Reis
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

2 comentários

  1. Não considero populistas tipo André Ventura que dizem o que o povo insatisfeito quer ouvir mas se um dia chegassem "lá acima", não fariam porra nenhuma do que agora apregoam.
    Já quanto ao que o José Reis diz sobre pretos e ciganos, estou totalmente de acordo!
    Mas, como em tudo, há excepções!
    Nos pretos há e haverão muitas, nos ciganos, nem por isso!
    Porque ainda há muita gente de pele escura que se agarra ao trabalho como forma de ganhar a vida!
    E, quem os defende sem olhar ao que de mal fazem é porque não vive perto de nenhuma dessas comunidades e nunca sentiu o desconforto de se sentir estranho numa terra onde nasceu!
    Excelente texto, José Reis!

    ResponderEliminar
  2. "A LFV caberá, como sempre, o papel de paspalho"... de tanso. Esta figurinha é constantemente comido de cebolada, grunho com a mania que é esperto! Farto deste inoperante outorgar-se dono do clube. Não vive sem ele, da mama e dos mamões que promove. Há-se chegar o dia que o Benfica libertar-se-à das amarras deste sujeito que permitiu que se conspurcasse o sagrado nome do Benfica.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Apoio de:


Aleatórios

Mensagens populares

As escutas do Apito Dourado foram totalmente legais

    Apito Dourado, a grande mentira das escutas   "Passaram esta quinta-feira 18 anos de um dos maiores escândalos da justiça e mais uns quantos da perpetuação de uma das maiores mentiras que alimenta o mundo do futebol."

A Máfia, a Maçonaria e o Apito Dourado

Costuma dizer-se que "a verdade é como o azeite, mais tarde ou mais cedo vem à superfície". Apareceu agora o testemunho do ex-juiz José Costa Pimenta, um antigo juiz reformado compulsivamente. A Maçonaria manda na justiça em Portugal. pulpuscorruptus.blogspot.com Mas a lei das escutas foi alterada, posteriormente em 2007 (governo Sócrates).

Carta à Cofina

Exmos. Senhores. Começo por vos dizer que sou um Benfiquista e sócio de 4 dígitos. A minha simpatia por tudo quanto é Cofina é nula...como nula é a vossa simpatia pelo meu Glorioso. Neste interim, estamos empatados. Quando estão disponíveis nos cafés, leio por alto as capas do CM, e no Record apenas aquelas duas páginas que dedicam ao Benfica. (normalmente são já notícias requentadas). O Record é mais pró-Sporting. Todos nós sabemos e isso até é o que menos me importa. Cada Jornal segue a linha que quiser. Só compra quem quer! Em casa, passo algumas vezes pela CMTV, mas como as notícias do "assassino" do "pedófilo" da "greve" do "homicida" dos "incêndios" etc etc.. se repetem, repetem, repetem até à exaustão, perco-lhes o interesse e mudo de canal. Mas é outro o assunto que me levou a escrever-vos. Os programas de desporto que vocês exibem todas as noites, onde a barulheira é tal que não se percebe nada do que dizem, a CMTV não