Avançar para o conteúdo principal

XEQUE-MATE ÀS ROTAÇÕES DA EQUIPA?

Quando Bruno Lage não inventa é feriado em Lisboa, e quando insiste neste haraquíri incompreensível, que já lhe custou a eliminação na Champions League, e muito provavelmente o afastamento da Liga Europa e da final four da Taça da Liga, só já lhe resta o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal como objectivos alcançáveis, se entretanto não fizer mais derivações estapafúrdias nos seus esquemas mentais.

Empatar em Leipzig, depois de estar a vencer por 2-0, golear o Marítimo por 4-0 e agora o Boavista por 4-1, em que apostou praticamente no mesmo onze, apenas com a alteração de André Almeida por Tomás Tavares, por lesão, é bem diferente de ganhar à rasca em Vizela por 2-1 ou de empatar na Covilhã a 1-1.

Bruno Lage, ainda que teimosamente não queira aceitar a crítica que lhe é endereçada, está agora a arrepiar caminho por força dos prejuízos já causados, e é bom que o faça, porque só ele tem a perder ou a ganhar.

Agora todos os jogos do campeonato são finais e no duelo com o Braga para a Taça de Portugal não se pode facilitar, e sendo assim, quero ver a desculpa que agora dará para não fazer mexidas no plantel e apostar nos melhores e que lhe dão mais confiança, quando vinha com aquela teoria da treta que era preciso dar descanso a alguns jogadores.

Bruno Lage, que segundo o próprio ainda está a aprender, não seguiu humildemente os conselhos que lhe davam, até preferiu, de forma arrogante e prepotente, ignorá-los, e agora que a casa está já meia ardida, é que decidiu ligar para os bombeiros, porque a água que foi metendo e desperdiçando em desvarios tácticos e em onzes impensáveis, como ainda agora na deslocação à Covilhã, o único titular que jogou de início foi Rúben Dias, que tem sido pau para toda a obra, ao contrário dos outros, que passam para o banco de suplentes e em algumas ocasiões até para a bancada.

Se Bruno Lage tiver coragem, que muitas vezes parece demonstrar que não tem, então é bom que risque de vez com o Raúl de Tomás, e não vale a pena estar a insistir num flop, que cada vez que joga o Benfica fica reduzido a dez, tal é a inutilidade e a nulidade das suas prestações, e não se deixar levar pelos sopros aos ouvidos vindos da direcção ou de Jorge Mendes, só porque o espanhol custou 20 milhões de euros (um desperdício), e foi trazido pela mão do mesmo empresário que agora também o representa.

Bruno Lage tem de pensar única e exclusivamente no Benfica, e sobretudo no bem do Benfica, e não andar a obedecer as estratégias e a esquemas engendrados, que só o prejudicam como treinador e como homem, que passa a ser olhado de lado pelos sócios e adeptos, como um pau mandado, sem vontade nem opinião, que cumpre apenas o que lhe mandam fazer, tal como a maioria dos avençados que há hoje no clube.

A goleada frente ao Boavista, que só neste jogo sofreu 50% dos golos que tinha até agora encaixado, pode ser o prenúncio de outras mais e com exibições mais condizentes com o estatuto e o valor do Benfica, em mais uma arbitragem habilidosa de um árbitro originário da terra da máfia, que nos calham sempre em sorte, vá-se lá saber porquê, mas quando todos vimos LFV a dar um abraço em Carlos Xistra, nas bancadas do José Santos Pinto, um árbitro que nos tem prejudicado ao longo de toda a sua carreira, eu já nem sei que diga nem que conte, apenas direi que este gesto inaudito é próprio do presidente hipócrita que temos. Cada vez mais me convenço, que os inimigos do Benfica são todos amigos de LFV.

Ainda bem que eu não sou amigo dele, porque estaria a trair o Benfica, e isso nunca o farei.

Amo-te, Benfica!
 José Reis
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

1 comentários

  1. Que perca de tempo o apelar a que Bruno Lage coloque a jogar os melhores!
    Algures no seu contrato deve haver para lá uma cláusula que o obriga a colocar X putos numa competição, N noutra, Y do Mendes noutra, etc etc.
    Se agora a equipa está a carburar melhor devido a uma melhor colocação das "peças" disponíveis é porque por um lado a montra europeia está a fechar e por outro porque a coisa estava a tomar ares de descalabro.
    Não tanto para ele que, como os políticos, quando deixar de exercer tem muito mais dinheiro a ganhar do que agora, mas mais para o presidente que começa a ver o horizonte eleitoral a aproximar-se!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário



Mensagens populares

Este é o Benfica atual

O mal do Benfica é geral, é uma doença que atravessa todo o clube.  Reparemos: apesar de um orçamento global muito avultado para o país que somos, temos a seguinte situação:  - futebol masculino: perdemos vergonhosamente o campeonato e a Taça de 2020; estamos em terceiro lugar, a 4 pontos do primeiro, com duas derrotas vergonhosas nos dois últimos jogos; da Europa, nem vale falar; 

Exmo. Sr. Luís Filipe Vieira

Seguindo-lhe os passos vou enviar-lhe esta carta, não para me queixar de arbitragens, de falta de penaltis, de escassez de golos, de Covid, de escorregões e de outras desculpas esfarrapadas e escarrapachadas  ao estilo rasca de uma qualquer banda desenhada de vão de escada, num dos valores que em tempos a sua leitura elevava o Benfica e orgulhava os benfiquistas – o jornal “O Benfica”.  

Saia mais uma dose de batatas para o Celestino Mouco...

Esta prosa é apenas para um ex-amigo que tive a desdita de conhecer na minha terra natal, ( há horas do diabo...)  fanático do Vieira e do oxigenado que normalmente anda sempre a cheirar-me o rabo.  A cada traque mal cheiroso que dou, toma-o como se Chanel nr. 5 se tratasse.  Caro Celestino Mouco; há dias entraste no meu quintal e zurravas para que eu falasse das 3 batatas que o clube do jorge jesus deu ao Belenenses mas, esta noite, o teu vieira enfardou mais um saco de batatas  em Alvalixo.  O que te  valeu dares 3 batatas ao Belenenses? Bastava 1 batata e guardava 2 batatas para esta noite!  Estamos agora a 9 sacos de batatas atrás do Sportém.  É muita batata, mas espera que por este andar, o batatal do teu vieira vai bater este ano o record da safra de batatas!!! Também estamos a 5 sacos de batatas de distância do Porto, quer dizer que o batatal do teu ídolo está batatando!!! Para chegar ao TITALO, é necessário recuperar 14 toneladas de batatas!  É muita batata para a pequena camio

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra.  Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.

Cliente do Vieira? Não! Obrigado.

Porque recebi uma "intimação" para pagar as cotas, (apesar de já lhes ter devolvido o cartão) enviei à "empresa" do Vieira o seguinte email; Exmos Senhores,  Creio que já receberam no mês passado a devolução do meu cartão de sócio. A razão é esta; O Benfica tal como está, não passa de um clube do Vieira.. Portanto, não pretendo continuar nesse clube que conheci GLORIOSO outrora. 

Vieira saiu mas está vivo dentro do SLB. Só mudou o nome de Vieira para Rui Costa

Só um anjinho manipulado e bem embalado pela propaganda estipulada por Carlos Janela e colocada em prática por Pedro Guerras , Marinhos etc etc acreditava que Rui Costa ia terminar com a ditadura mascarada de democracia implementada por Vieira, Rui Costa e restantes membros da direção. 

Tirá-lo de lá é essencial, metam lá um qualquer que seja BENFIQUISTA

Um presidente corrupto, que não tem liderança, nem tal é possível, sabendo publicamente da sua incapacidade para gestão do seu património pessoal que neste momento se resume a um palheiro, única garantia para dívidas pessoais de milhões, a única garantia que tem é se manter no GLORIOSO,

NÃO HÁ FÓRMULAS DE ACABAR COM ISTO?

Existem duas “fórmulas químicas” que atormentam de momento o futuro imediato de Rui Costa: LFV e PSV. Até que ponto se demarcará de uma e lograr ultrapassar a outra, é a chave e o segredo para a descoberta da “combinação química perfeita” para o sucesso. 

AS 45 RAZÕES DE UMA LASCÍVIA IRRACIONALIDADE!

O jornal “O Benfica”, transformado hoje como o órgão oficial do regime vieirista, agora com mais tempo disponível para se dedicar a escrever lérias da treta e minudências disparatadas, possivelmente para compensar a escassez de vitórias e o jejum de títulos e troféus, que vão sendo cada vez mais raros de acontecer e de se darem à estampa como notícia principal, quer no futebol bem como nas