Avançar para o conteúdo principal

O BENFICA DE LFV JÁ NÃO É UM CLUBE DE FUTEBOL

E o que está agora a acontecer com Bruno Lage, ocorrerá com qualquer outro treinador que não se imponha a esta direcção ambígua, falsa e impiedosa...


A tal estrutura endeusada, embevecida pelos encantamentos das sereias e das ninfas do paraíso, e pelo embalo mirífico nos braços de Morfeu, que vai 10 anos adiante de um sol de inverno e uns meses de avanço a uma lua em quarto minguante, já não disfarça o incómodo e destemperado mal-estar, de mais uma época sem planeamento, feita à martelo e à sorrelfa, em cima do joelho, com as consequências malditas e perversas que agora estão todas a vir à tona de água, ao ponto de, em inícios de Outubro, o Benfica já estar perante uma encruzilhada de dúvidas e inseguranças, em que o que pode vir a perder é mais certo e plausível do que o que pode vir a ganhar.

Bruno Lage - quem o viu e quem o vê -, lavra hoje numa baderna de disparates e equívocos, porque caiu no engodo de aceitar promessas sem se certificar de que elas seriam cumpridas, e se no início ele fazia questão de ter plantel competitivo, com dois jogadores de qualidades para cada posição, o que lhe foi dado foi uma manta de retalhos, com sobras de jogadores que eram para sair e não saíram e com a utopia minguada de outros que eram para entrar e não entraram, pretensão de todo ajustada e compreensível, até porque, a conjuntura financeira do clube era favorável à consumação desse desígnio, mas ao invés, o desinvestimento na equipa de futebol repetiu-se descaradamente mais uma vez, contrariando o discurso oficial da propaganda da mentira.

E não foi inocentemente que se lançaram frases ao vento, numa espécie de editais afixados às portas do estádio, referindo para que toda a gente tivesse conhecimento, que “a Bruno Lage foram-lhe dadas todas as condições pedidas para construir um plantel competitivo para atacar todas as frentes(?), como se isso fosse verdadeiro e não um logro calculado, de alguém que quer sacudir a água do capote e descartar-se das responsabilidades de eventuais insucessos, colocando no treinador toda a carga de culpas no cartório e no ponto de mira de que vai ser ele a pagar as favas todas.

Bruno Lage, já percebeu que está sozinho e isolado nesta luta hercúlea, e que Rui Costa, DSO, Tiago Pinto ou LFV, observam-no de longe, de cadeirinha, para verem no que isto vai dar, tal como um bando de abutres que esperam pacientemente pela sua hora da sua refeição.

Bruno Lage, já devia estar vacinado de saber, que o canibalismo do mundo do futebol é muito diferente da doçura ingénua do canal Panda que partilha em casa com o seu filho menor.

E falhou quando preferiu manter o estatuto de treinador principal sempre na sombra de uma interinidade falseada e nunca abandonada, do que ter posto os pontos nos is, logo de início quando pegou na equipa, fazendo valer os seus argumentos e convicções.

E o que está agora a acontecer com Bruno Lage, ocorrerá com qualquer outro treinador que não se imponha a esta direcção ambígua, falsa e impiedosa, que para salvar a sua pele não hesitará em enforcar, na praça pública, qualquer incauto treinador, que pense mais no seu salário e menos na honorabilidade da sua palavra e do seu profissionalismo.

Bruno Lage e a equipa sentem-se hoje órfãos de Jonas e, obviamente, de João Félix, cujas saídas não foram colmatadas e não o serão tão cedo, porque o puto maravilha, protagonizava em campo, a irreverência, o atrevimento e a alegria, que o seu futebol mágico e imprevisível emprestava à equipa, secundado por Jonas, não já tantas vezes lá dentro das quatro linhas, mas no banco ou no balneário, com a sua sobriedade e carácter humanos que unia e chamava todos para o compromisso da vitória.

Tudo isso se perdeu, e hoje a equipa anda triste e sem alma, a bola queima nos pés, não sai redonda e emperra na engrenagem pouco oleada do conjunto, sempre à procura de um desenho táctico que consiga dar a volta à monotonia e o enfado que já se alastrou às bancadas descrentes e ansiosas, por não perceberem ainda aquilo que lhes está a acontecer mesmo à frente dos olhos, e que até ao momento, Bruno Lage não tem sabido inverter.

Amo-te, Benfica!
 José Reis

                                              (gravura retirada do blogue; O PONNEY)
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

3 comentários

  1. https://tvi24.iol.pt/load-enter/benfica/o-luis-filipe-vieira-era-sportinguista-ferrenho-so-falava-do-yazalde

    ResponderEliminar
  2. Como perceber e aceitar que alguém que diz ambicionar à champions, época após época vá esvaziando a equipa?
    Com tanta gente à sua volta, um ou outro percebendo de futebol (tás aí, Rui Costa?), impossível ser apenas erros de casting!
    É algo mais fundo que isso e estará muito bem pensado!
    Numa altura em que os grandes tem que se chegar à frente dados os movimentos que acontecem para criar uma (ainda maior) élite europeia, o Benfica está a definhar internacionalmente!
    E não é porque craques caros falharam na adaptação ou algo do género!
    É porque não se monta a equipa para dar a resposta que é necessária e ainda se vendem todos os que despontam!
    Favorecimento à concorrência?
    Pagamento de outros favores que não tem a ver com o futebol?
    Algo é e não é por acidente!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário



Mensagens populares

Limpinho, limpinho...

Barcelona sem Messi e na falência, foi esta noite uma pera doce para o Benfica que fez tudo para merecer esta gorda vitória e um passo gigante para a passagem na Champions, o que vem a dar mais uns milhares para os depauperados cofres do clube !!!

Este é o Benfica atual

O mal do Benfica é geral, é uma doença que atravessa todo o clube.  Reparemos: apesar de um orçamento global muito avultado para o país que somos, temos a seguinte situação:  - futebol masculino: perdemos vergonhosamente o campeonato e a Taça de 2020; estamos em terceiro lugar, a 4 pontos do primeiro, com duas derrotas vergonhosas nos dois últimos jogos; da Europa, nem vale falar; 

Exmo. Sr. Luís Filipe Vieira

Seguindo-lhe os passos vou enviar-lhe esta carta, não para me queixar de arbitragens, de falta de penaltis, de escassez de golos, de Covid, de escorregões e de outras desculpas esfarrapadas e escarrapachadas  ao estilo rasca de uma qualquer banda desenhada de vão de escada, num dos valores que em tempos a sua leitura elevava o Benfica e orgulhava os benfiquistas – o jornal “O Benfica”.  

Saia mais uma dose de batatas para o Celestino Mouco...

Esta prosa é apenas para um ex-amigo que tive a desdita de conhecer na minha terra natal, ( há horas do diabo...)  fanático do Vieira e do oxigenado que normalmente anda sempre a cheirar-me o rabo.  A cada traque mal cheiroso que dou, toma-o como se Chanel nr. 5 se tratasse.  Caro Celestino Mouco; há dias entraste no meu quintal e zurravas para que eu falasse das 3 batatas que o clube do jorge jesus deu ao Belenenses mas, esta noite, o teu vieira enfardou mais um saco de batatas  em Alvalixo.  O que te  valeu dares 3 batatas ao Belenenses? Bastava 1 batata e guardava 2 batatas para esta noite!  Estamos agora a 9 sacos de batatas atrás do Sportém.  É muita batata, mas espera que por este andar, o batatal do teu vieira vai bater este ano o record da safra de batatas!!! Também estamos a 5 sacos de batatas de distância do Porto, quer dizer que o batatal do teu ídolo está batatando!!! Para chegar ao TITALO, é necessário recuperar 14 toneladas de batatas!  É muita batata para a pequena camio

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra.  Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.