Avançar para o conteúdo principal

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra. 

Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.

Nós Benfiquistas somos uns acomodados, uns frouxos, assistimos impávidos e serenos à morte do SLB e seu respetivo funeral. 

Todos nós sócios somos responsáveis pela morte do SLB. 

A única coisa que fizemos para defender um clube que dizemos Amar, foi posts e comentários em Blogs. 

Vieira e seus amigos agradecem a nossa inação e a nossa burreza de corno manso. 

Todos nós Benfiquistas temos responsabilidades e culpas da morte do SLB. 

Escrito por;
 Zezinho Moscatel 24 Maio, 2021
(retirado do NGB)
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

0 comentários



Mensagens populares

FC Porto: Suspeitos de manipulação de resultados

Dirigentes do FC Porto são também suspeitos de manipulação de resultados. 15 jogadores envolvidos no esquema que envolverá Pinto da Costa. Fundos desviados da SAD do FC Porto terão também servido para financiar a alegada manipulação de resultados desportivos e actividades de dirigentes dos Super Dragões.

A VINGANÇA SÉRVIA(-SE) FRIA!

À ortodoxia do futebol prático e eficiente praticado pela Sérvia, contrapôs Portugal com a catolicidade de um futebol beato e conservador.  O beato Fernando Santos, bem ungido de orações e preces, acendeu uma vela ao Senhor dos Aflitos, que com a agenda totalmente preenchida para questões políticas não foi a tempo de o ajudar e agora o nosso engenheiro, triste e cabisbaixo,

Resultado normal

 De um lado um Bayern que é uma grande equipa Europeia e um clube muito bem gerido do outro o Benfica que tem uma equipa mediana a roçar o fraco/banal em alguns jogadores e gerido por incompetentes. 

O QUE CUSTA SER RUI COSTA?

Rui Costa, confirmado que está como candidato à presidência do Benfica, não pode agora fazer como o gato do provérbio, esconder-se atrás do biombo, deixando algumas questões de fora por responder, pois chegou a hora de definir estratégias e anunciar nomes,