Avançar para o conteúdo principal

A Mística não se compra

O FC Porto mereceu a vitória. 

Cem milhões depois o futebol do SL Benfica está no mesmo ponto do final da temporada anterior. 

No fundo. 

Derrotados, sem qualidade, e mostrando uma atitude não condizente com a Mística que este Clube deveria sempre exigir aos seus atletas. Mas será que ainda exige? 

A Mística, a atitude, a vontade de ganhar, não se compra. Também não se transmite quando não se sente. Quem vem de fora não conhece, não sente, não compreende. 

Quem está tem a obrigação de sentir e a transmitir. 

E o que se vê? Mas quando ela se resume a dar prioridade à contabilidade, ao negócio de ocasião e ao lucro pelo lucro, estritamente lucro. 

O futebol Benfica actual é nada. 

Resume-se a uma equipa medrosa, trapalhona, quase sempre reactiva, sem classe. 

Resume-se a um treinador que não mostra acreditar. Que durante o jogo não consegue eliminar os pontos fracos, que se tornaram recorrentes e que permite que se mantenham carências gritantes no plantel. 

Resume-se acima de tudo a uma Direcção que não dá a cara por nada, que não é responsável por nenhuma derrota e cada vez mais tem o futebol do Clube à deriva. 

No conforto de mais 4 anos, esta Direcção vai permitir que o futebol do Clube se continue a afundar. 

Vai entreter-se com os seus projectos de infraestruturas modelares e gerir o desastre desportivo com mais contratações. 

A Mística não se compra. 

A competência não se alega. Mostra-se. 

Vamos continuar nisto até ao desastre no final da temporada? O que é o limite? 

Vamos para o 4º lugar no campeonato? A humilhação na Europa? A eliminação na Taça da Liga? A eliminação na Taça de Portugal? Tudo isso? 

É que parece mesmo o que vai acontecer. Há tudo para melhorar. Estamos no fundo. Assim não. 

Saibam merecer estar a servir o Sport Lisboa e Benfica. 

Não envergonhem mais o Clube. 

Se acreditam pelo menos façam algo para nos fazer acreditar.

Victor Carocha

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

1 comentários

Enviar um comentário