Avançar para o conteúdo principal

TIRANDO A CORTIÇA SÓ NOS RESTA FABRICAR ROLHAS?

A Gala Cosme Damião correu sérios riscos de poder vir a ser cancelada, não por efeitos do coronavírus, mas em consequência da operação “fora de jogo”, em que vários presidentes de clubes e agentes de futebol foram investigados e constituídos arguidos por práticas de esquemas fraudulentos em crimes e burlas fiscais e no branqueamento de capitais, onde o presidente do Benfica, que se deve ufanar de estar em quase todas as buscas que se façam no país, foi também constituído arguido.

Daí que a sua presença no evento não estaria totalmente segura e garantida pela organização, que sem sua comparência física nesta Gala, transformada hoje numa ode propagandística e elogiosa ao grande chefe líder e numa “passerelle” hollywoodesca de desfiles pirosos de peneiras e vaidades, não faria sentido realizar-se nessas condições, pelo que tudo não passou de um falso alarme e de um excesso de pânico, e lá se iniciou a festa dedicada ao mérito e excelência do universo Benfiquista, cuja única novidade foi a substituição da Cristina Ferreira pela Fernanda Serrano, que no capítulo da beleza e da apresentação não ficam a dever nada uma à outra. Antes isso!

Chamado o presidente ao palanque, e depois de sacudir as folhas do discurso como lhe é habitual, lá iniciou a prosa falada perante uma plateia com alguns figurantes à mistura, e como quem come tudo o que lhe põem à frente, distraído nem reparou e nem se deu conta, que a determinada altura do discurso, possivelmente pensado e escrito por um lagarto avençado que introduziu lá pelo meio o lema do seu clube com direitos de autor e que LFV leu sem pestanejar, em qualquer coisa como "comemoramos hoje o esforço, a dedicação e a glória"(?)... 

Este aviltamento e falta de respeito ao Benfica não é aceitável nem desculpável, e compete-nos a nós dizer que não somos um clube de esforço, porque aqui tudo se faz por amor, mística e paixão; também não somos um clube de dedicação, porque aqui só conta a determinação e a superação do nosso orgulho; e também não somos um clube de glória, porque aqui somos intrinsecamente o Glorioso.

Além do mais: Tirando a cortiça(?), ninguém faz farinha com a indústria do futebol, que continua a ser o covil preferido e privilegiado de presidentes e empresários que enriquecem ilicitamente à conta dos clubes cada vez mais depauperados e que claudicam perante a atoarda da ilegalidade e da ilicitude que se continua a praticar impunemente?

Tirando a cortiça(?), ninguém faz gato sapato com a indústria do futebol, que quer continuar a ter um estatuto de um mundo à parte, pouco ou nada escrutinado e auditado, em que as más contas se disfarçam e mitigam com antecipações de receitas televisivas e que as boas contas, por muito propaladas que sejam, trilham o mesmo caminho?

Tirando a cortiça(?), ninguém faz renda de birlos com a indústria do futebol, que dadas as circunstâncias mais empoladas e efervescentes da actualidade, colocam a Federação e a Liga na retranca e na expectativa de não se pronunciarem, para aproveitamento de alguns que enfiam uma rolha na boca, para assim justificarem o seu silêncio?

Resultados financeiros históricos, sr. Presidente, deviam chegar para conquistar títulos e troféus, sobretudo quando se está em competição directa com clubes que estão financeiramente estrangulados.

Resultados financeiros históricos, sr. Presidente, é dotar o clube de uma equipa de futebol competitiva com jogadores de qualidade, que honrem o nome e a história do Benfica, tanto cá dentro como lá fora.

Resultados financeiros históricos, sr. Presidente, é reforçar e dar dignidade competitiva a todas as modalidades de pavilhão, que por inépcia e abandono de tratamento desta direcção, afugenta espectadores e deixa bancadas vazias.

Será que a presença de Luís de Matos na festa é o prenúncio de que este ano só por magia o Benfica será campeão?

Amo-te, Benfica! José Reis
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

1 comentários

  1. Viriato de Viseu, a presença do Luís de Matos na festa não foi com a intenção que pensa. Ele foi lá para, "por artes de magia", mostrar a muitos dos presentes que têm que se imaginar num local paradisíaco quando forem algemados, condenados e colocados na prisão! Aos ladrões, corruptos, traidores e cobardes devem ser passadas mensagens luminosas, inimagináveis para os líderes das trafulhas, de forma a que quando estejam em reclusão se sintam "como colocados em hotéis de 5 estrelas de luxo", e percam a tentação de entrarem em desespero e se auto-destruírem. Esses indivíduos são lixo humano, só que se consideram lixo fino a quem os seguidores devem total obediência.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Apoio de:


Aleatórios

Mensagens populares

As escutas do Apito Dourado foram totalmente legais

    Apito Dourado, a grande mentira das escutas   "Passaram esta quinta-feira 18 anos de um dos maiores escândalos da justiça e mais uns quantos da perpetuação de uma das maiores mentiras que alimenta o mundo do futebol."

A Máfia, a Maçonaria e o Apito Dourado

Costuma dizer-se que "a verdade é como o azeite, mais tarde ou mais cedo vem à superfície". Apareceu agora o testemunho do ex-juiz José Costa Pimenta, um antigo juiz reformado compulsivamente. A Maçonaria manda na justiça em Portugal. pulpuscorruptus.blogspot.com Mas a lei das escutas foi alterada, posteriormente em 2007 (governo Sócrates).

Carta à Cofina

Exmos. Senhores. Começo por vos dizer que sou um Benfiquista e sócio de 4 dígitos. A minha simpatia por tudo quanto é Cofina é nula...como nula é a vossa simpatia pelo meu Glorioso. Neste interim, estamos empatados. Quando estão disponíveis nos cafés, leio por alto as capas do CM, e no Record apenas aquelas duas páginas que dedicam ao Benfica. (normalmente são já notícias requentadas). O Record é mais pró-Sporting. Todos nós sabemos e isso até é o que menos me importa. Cada Jornal segue a linha que quiser. Só compra quem quer! Em casa, passo algumas vezes pela CMTV, mas como as notícias do "assassino" do "pedófilo" da "greve" do "homicida" dos "incêndios" etc etc.. se repetem, repetem, repetem até à exaustão, perco-lhes o interesse e mudo de canal. Mas é outro o assunto que me levou a escrever-vos. Os programas de desporto que vocês exibem todas as noites, onde a barulheira é tal que não se percebe nada do que dizem, a CMTV não