Avançar para o conteúdo principal

EM DEFESA DE SAMARIS!

Como se costuma dizer, não se pode agradar a gregos nem a troianos, e neste equilíbrio salomónico de forças, Bruno Lage não hesitou em saltar para cima da garupa de madeira do cavalo de Tróia, cavalgando irredutível com as suas teimosias até à morte, e se hoje há um grego incontestado a defender a nossa baliza, pela deferência e anuência do seu extraordinário valor, outro grego há, como centro-campista, a quem tem sido cometido um sem número de injustiças sancionatórias, nem sempre percebíveis ou devidamente explicadas ao jogador Samaris e aos adeptos em geral, que vêem um atleta marginalizado e proscrito, apesar da sua insuspeita entrega e brio profissionais dados ao Benfica desde que chegou à Luz e que se viria a tornar num elemento fundamental e preponderante na conquista de títulos, fazendo dele, até pela marca da sua idiossincrasia, um jogador à Benfica muito acarinhado e respeitado por todos.

Desconheço se foi por vontade genuína ou por cedência de muitos pedidos, ou até por remoques de má consciência, que Bruno Lage lhe voltou a atribuir a titularidade em Barcelos, e em boa hora o fez, pois voltou-se às vitórias sem golos sofridos e os motivos e as razões para o dirimir e prolongar desta obstinada opção do treinador, eram de todo inconcebíveis e inaceitáveis.

Até porque, por comparação com o caso do marroquino Taarabt, cujos comportamentos desviantes de insurreição - é bom recordar e lembrar -, andou dois anos a gozar com a paciência do Benfica, desrespeitando regras e condutas internas do clube, mereceu um tratamento e uma atenção completamente díspar da de Samaris, que talvez o único pecado que tenha cometido até hoje e que se lhe possa apontar é o amor e a dedicação que tem ao Benfica e a raça e a garra com que o defende.

Bruno Lage errou clamorosamente quando insistiu “ad nauseum” na titularidade de RDT, possivelmente mais por obrigação de quem o representava e dos 20 milhões de euros que custou do que pelo desempenho desportivo que mostrava, a ponto de ter sido despachado sem direito a devolução?

Bruno Lage também errou quando por vontade própria ou a mando de terceiros, riscou Samaris das suas opções, oscilando entre não-convocado que vai para a bancada ou para o banco de suplentes, completamente esquecido e marginalizado, para fazer uns minutos tão curtos e cronometrados que mais pareciam explícitas ofensas e faltas de respeito gratuitas para com o homem e o atleta?

Samaris, ao contrário de outros estrangeiros do plantel, aprendeu a falar correctamente português, não só porque lhe apeteceu ou quis, mas pelo profundo carinho e admiração que lhe merecem o Benfica e o país que o acolheram, e fazem dele hoje um adepto tão ferrenho e entusiasta como qualquer um de nós, com a particularidade sui generis e diferenciada de que também joga lá dentro por nós, com a mesma atitude e determinação, própria de um símbolo com voz e estatuto de capitão, que aponta com o dedo aos adversários o emblema do Benfica que ostenta na camisola.

Não tenhamos a menor dúvida, Samaris é mais benfiquista do que qualquer engravatado que ande por aí a passear-se pelas tribunas dos estádios, chame-se ele LFV ou DSO, e prova-o dentro e fora das quatro linhas e não precisa de andar a dar entrevistas encomendadas a jornais avençados nem ser o orador fanfarrão nos palcos pífios da web summit, para fazer valer o seu verdadeiro e inquestionável benfiquismo.

Tal como o Samaris: Amo-te, Benfica!
 José Reis
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

0 comentários



Mensagens populares

Este é o Benfica atual

O mal do Benfica é geral, é uma doença que atravessa todo o clube.  Reparemos: apesar de um orçamento global muito avultado para o país que somos, temos a seguinte situação:  - futebol masculino: perdemos vergonhosamente o campeonato e a Taça de 2020; estamos em terceiro lugar, a 4 pontos do primeiro, com duas derrotas vergonhosas nos dois últimos jogos; da Europa, nem vale falar; 

Limpinho, limpinho...

Barcelona sem Messi e na falência, foi esta noite uma pera doce para o Benfica que fez tudo para merecer esta gorda vitória e um passo gigante para a passagem na Champions, o que vem a dar mais uns milhares para os depauperados cofres do clube !!!

Exmo. Sr. Luís Filipe Vieira

Seguindo-lhe os passos vou enviar-lhe esta carta, não para me queixar de arbitragens, de falta de penaltis, de escassez de golos, de Covid, de escorregões e de outras desculpas esfarrapadas e escarrapachadas  ao estilo rasca de uma qualquer banda desenhada de vão de escada, num dos valores que em tempos a sua leitura elevava o Benfica e orgulhava os benfiquistas – o jornal “O Benfica”.  

Saia mais uma dose de batatas para o Celestino Mouco...

Esta prosa é apenas para um ex-amigo que tive a desdita de conhecer na minha terra natal, ( há horas do diabo...)  fanático do Vieira e do oxigenado que normalmente anda sempre a cheirar-me o rabo.  A cada traque mal cheiroso que dou, toma-o como se Chanel nr. 5 se tratasse.  Caro Celestino Mouco; há dias entraste no meu quintal e zurravas para que eu falasse das 3 batatas que o clube do jorge jesus deu ao Belenenses mas, esta noite, o teu vieira enfardou mais um saco de batatas  em Alvalixo.  O que te  valeu dares 3 batatas ao Belenenses? Bastava 1 batata e guardava 2 batatas para esta noite!  Estamos agora a 9 sacos de batatas atrás do Sportém.  É muita batata, mas espera que por este andar, o batatal do teu vieira vai bater este ano o record da safra de batatas!!! Também estamos a 5 sacos de batatas de distância do Porto, quer dizer que o batatal do teu ídolo está batatando!!! Para chegar ao TITALO, é necessário recuperar 14 toneladas de batatas!  É muita batata para a pequena camio

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra.  Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.