Avançar para o conteúdo principal

Falar bem com a língua ou com as botas. Tanto faz.

Quando os Hispanohablantes do nosso Glorioso "botam faladura" nas entrevistas, por mais anos que estejam em Portugal, são raros aqueles que se exprimem na língua de Camões.

Quem fala castelhano, seja ele quem for, tem muita dificuldade em falar outras línguas. É congénito.

Samaris por exemplo, aprendeu a falar Português em 6 meses. Fejsa é outro que aprendeu rápido. Krovinovic outro a exprimir-se bem na língua de Pessoa.

De qualquer modo, basta que as "botas falem bem", como é o caso de João Félix o Viseense prodígio que fez uma grande exibição coroada com 2 golos.
Jogou onde mais gosta e rende. Bruno Lage que o conhece bem não teve dúvidas e não inventou... 

Antigamente é que havia jogadores polivalentes como por exemplo o Cavém. Ganhou uma Taça dos Campeões a estremo-esquerdo, outra a defesa, participou em outras finais a médio e era o guarda-redes suplente quando não havia substituições.

Também o Eusébio era bom em qualquer lugar, incluindo a guarda-redes.

Quem agora inventa dá-se mal e poucas vezes acerta.
Veja-se o David Luis em Contomil a defesa esquerdo e aqueles 15 minutos contra o Arouca do Bernardo Silva, o desastre que foi.
Foram 5 batatas  mal cozidas que comemos e o Bernardo a ver que no Benfica do "cérebro"...nunca mais era ninguém.
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

0 comentários

Apoio de:


Aleatórios

Mensagens populares

As escutas do Apito Dourado foram totalmente legais

    Apito Dourado, a grande mentira das escutas   "Passaram esta quinta-feira 18 anos de um dos maiores escândalos da justiça e mais uns quantos da perpetuação de uma das maiores mentiras que alimenta o mundo do futebol."

A Máfia, a Maçonaria e o Apito Dourado

Costuma dizer-se que "a verdade é como o azeite, mais tarde ou mais cedo vem à superfície". Apareceu agora o testemunho do ex-juiz José Costa Pimenta, um antigo juiz reformado compulsivamente. A Maçonaria manda na justiça em Portugal. pulpuscorruptus.blogspot.com Mas a lei das escutas foi alterada, posteriormente em 2007 (governo Sócrates).

Carta à Cofina

Exmos. Senhores. Começo por vos dizer que sou um Benfiquista e sócio de 4 dígitos. A minha simpatia por tudo quanto é Cofina é nula...como nula é a vossa simpatia pelo meu Glorioso. Neste interim, estamos empatados. Quando estão disponíveis nos cafés, leio por alto as capas do CM, e no Record apenas aquelas duas páginas que dedicam ao Benfica. (normalmente são já notícias requentadas). O Record é mais pró-Sporting. Todos nós sabemos e isso até é o que menos me importa. Cada Jornal segue a linha que quiser. Só compra quem quer! Em casa, passo algumas vezes pela CMTV, mas como as notícias do "assassino" do "pedófilo" da "greve" do "homicida" dos "incêndios" etc etc.. se repetem, repetem, repetem até à exaustão, perco-lhes o interesse e mudo de canal. Mas é outro o assunto que me levou a escrever-vos. Os programas de desporto que vocês exibem todas as noites, onde a barulheira é tal que não se percebe nada do que dizem, a CMTV não