Avançar para o conteúdo principal

Apito Dourado. Convém mão deixar cair no esquecimento...

(retirado do blogue NGB)
segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Ameaçar para Reinar - O Poder pela Força

Aqui fica uma breve lista de acontecimentos que demonstram bem aquilo em que o FCP se tornou com o excelentíssimo Sr. Dr. Jorge Nuno Pinto da Costa na presidência. Claro que o que interessa são os títulos, tudo o resto são...enfim, o melhor é ler...

- 1983; Interdição das Antas à entrada de um jornalista devido a declarações;

- 1985; Proibição da entrada de jornalistas do Record nas Antas;

- 20 de Novembro de 1988; Carlos Pinhão é barbaramente agredido em Aveiro, depois de jogo Beira Mar-FC Porto, por elementos ligados ao FCP. Processo judicial viria a ser arquivado por "falta de provas". No mesmo dia em que Carlos Pinhão é agredido, Martins Morim é também alvo da fúria dos adeptos do clube da cidade invicta. Entre os agressores destacava-se Tónio Maluco, conhecido adepto portista. O guarda Abel diz aos jornalistas que «era melhor do que cair por uma ribanceira»;

- Ainda em 1988; Jornalista agredido por um jogador na carrinha oficial do FC Porto;

- 5 de Março de 1989; Eugénio Queiroz, jornalista do jornal Record, é agredido no Estádio do Restelo por seguranças de Jorge Nuno Pinto da Costa. Violentamente empurrado para fora do corredor de acesso à cabine do FC Porto, o jornalista viria a apresentar queixa na PJ mas acabaria arquivada por "não se conseguir identificar os agressores";

- 24 de Setembro de 1989; João Freitas, jornalista de A Bola, é agredido barbaramente perto dos balneários do Estádio das Antas. Foi assistido no Hospital de Santo António e identificou Virgílio Jesus e um tal Armando entre os agressores. A queixa foi arquivada porque a testemunha principal, o agente da PSP Oliveira Pinto, disse que não se lembrava de nada;

- 4 de Outubro de 1990; Na véspera do jogo Portadown-FCPorto, Manuela Freitas do jornal Público foi ameaçada e insultada no hall do hotel por integrantes da comitiva portista;

- 24 de Outubro de 1990; José Saraiva, director do Jornal de Notícias, é agredido à porta de casa por dois indivíduos. O JN tinha publicado uma notícia envolvendo Pinto da Costa no famoso caso "Aveirogate". Nunca chegou a haver queixa judicial;

- Ainda em 1990; João Martins, jornalista ligado ao automobilismo, trabalhava na rádio do filho de Pinto da Costa e "roubou" a namorada ao Alexandre. Agredido à porta de casa por dois indivíduos, acabaria por não apresentar qualquer queixa porque lhe pediram desculpas;

- Santos Neves, jornalista de A Bola, quase que se despista em plena estrada no Porto, por alguém lhe ter desapertado as jantes do carro. Nunca se provou quem foi o autor;

- “Corte de relações” entre o FC Porto e o jornal A Bola;

- 1 de Setembro de 1992; António Paulino, jornalista do Expresso é agredido à porta do seu jornal na redacção do Porto, segundo o próprio, por Pinto da Costa, o filho e Joaquim Pinheiro. Tudo acontece porque queriam saber quem teria sido o jornalista responsável pela notícia sobre um processo de Alexandre Pinto da Costa;

- Ainda em 1992; Proibição da entrada de jornalistas nas Antas;

- Outubro de 1992; Pinto da Costa desvaloriza as agressões a jornalistas;

- 10 de Março de 1993; Agressões à equipa da RTP (Paulo Martins/Pedro Figueiredo) no relvado nas Antas no final do Porto-Famalicão, o jornalista Paulo Martins está no relvado a tecer os comentários finais a um jogo entre o FC Porto 0 Famalicão 1 quando um elemento não identificado do público entrou pelo campo dentro e agride à palmada a equipa da reportagem da

RTP. Tudo foi transmitido em directo, toda a gente viu, contudo o jornalista da RTP e a própria RTP não apresentaram queixa à Justiça. As frases de Pedro Figueiredo ficam para a história, «Estou a ser cuspido (...), estão a pôr em causa a minha integridade física»;

- Ainda em 1993; Pedro Figueiredo, jornalista da RTP1, é agredido no Estádio do Bessa no final de um Boavista-FC Porto. Não houve queixa judicial porque a empresa não autorizou;

- 11 de Dezembro de 1994; Marinho Neves, jornalista da Gazeta dos Desportos e autor do livro sobre corrupção na arbitragem "Golde de Estádio" é alvo de uma emboscada à porta de casa por dois indivíduos. Processo judicial vem a ser arquivado na PJ do Porto por falta de provas, apesar de haver cinco testemunhas que nunca foram ouvidas e de acompanhar a queixa com uma fotografia dos agressores;

- 1994; Agressão de um jornalista nas Antas;
Etc, etc. Ainda este ano foi o Marinho Neves que sofreu do mesmo "mal" de Santos Neves no passado, alguém lhe desapertou as jantes do carro, e já ontem Valdemar Duarte foi insultado pelo presidente do FCPorto e agredido pelo staff.

Olá amigo,
Começo-me a apresentar como um árbitro da associação de futebol de Viana do Castelo e simpatizante do Benfica. Por isso, não quero que o que se passou recentemente fique em claro, como muitas outras situações já passaram. Como o nome da cidade já te deve inspirar alguma coisa (em termos de futebol e de arbitragem) esta é a cidade do famoso José Carlos Amorim Calheiros (mais conhecido na TAP por José Amorim) árbitro durante os saudosos anos 90.

Mas para te dizer o que se passou, aquilo que não deves saber é que actualmente ele é VICE-PRESIDENTE da Associação de Futebol de Viana do Castelo desde 1997 (ano em que deixou a arbitragem), instituição de utilidade pública, e segundo ele, com as funções de servir de 'ponte' entre o conselho de arbitragem da dita associação e o seu presidente. Sim, já sei o que estás a pensar: se o Martins dos Santos sem cargos deste género por si só já fez o que fez recentemente (corrupto uma vez, corrupto para sempre), agora imaginemos o que o nosso estimado José Amorim faz ao abrigo daquelas funções.

Ora, recentemente o presidente do conselho de arbitragem desta associação, de seu nome José Costa Valente (apelido que também inspira muita coisa), tio de Pedro Valente, árbitro da fpf que chegou a ser acusado de 2 crimes de corrupção no processo "Apito Dourado", convocou um plenário, uma espécie de reunião, com os seus árbitros dos quais eu faço parte, para entre outras coisas, limpar a sua imagem de situações recentes (compadrios, classificações de árbitros suspeitas, e outras situações pouco transparentes) e levou consigo o seu aliado nº1, o que na prática é o que o mantém no cargo, e quem é ele?

CARLOS CALHEIROS! Este falou aproximadamente 2,5 horas e aquele falou 2 horas (!). Entre muitas coisas, entre as coisas banalidades, o Sr. José Amorim (como aparecia na factura) teve o descaramento de falar na sua prodigiosa carreira (provocou um sorriso em todos os presentes), mas excedeu-se. E porquê? Porque, num tom de indiferença e quase gozo, confessou a seu clubismo, a sua tendência para o FC PORTO, lamentando-se dos jogos em que com ele o dito clube não conseguiu ganhar. Perante isto, houve um árbitro das filas da frente que disse algo, num tom digamos meio a sério meio a brincar, que provocou o seguinte diálogo entre eles:

- Então que inventasse um penalti!

- EU INVENTAR, INVENTAVA mas a bola às vezes não entrava! (Calheiros)

Pois, para bom entendedor meia palavra basta e caso para dizer também que pela boca morre o peixe e relembre-se que às vezes a bola entrava mesmo (o 3-3 nas antas, por exemplo) É que se em 1995 o Ministério Público arquivou o caso das 'viagens' porque alegadamente não conseguiu provar que o pagamento por parte do porto teve como contrapartida favores ilícitos, a verdade chegou tarde, mas chegou, foi dita publicamente por Calheiros que admitiu que beneficiava o porto deliberadamente para ter no final da época esse prémio generoso (uma viagem para si e para a sua família no valor de 760 contos).

Para que fique claro, tais palavras foram proferidas no passado dia 12 de Agosto de 2013, entre as 20h30 e as 23h por José Carlos Amorim Calheiros no auditório da sede do Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo para uma plateia de aproximadamente 30 árbitros, após aquele ter chegado, diga-se ainda, num majestoso JAGUAR que é seu, mesmo sendo funcionário público (trabalha no hospital público de Viana do Castelo).Portanto, temos esta confirmação do que já sabíamos e, uma vez que tenho vergonha de ter como superior e conterrâneo tal indivíduo desprezível, gostava que isto fosse tornado público o mais possível para desmascarar um sem-vergonha como este.

Saudações

"Currículo de Pinto da Costa devia ser cadastro"

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

1 comentários

  1. A carreira internacional? Deixa-me rir. Doping com fartura e compra de árbitros.

    1. O Fernando Gomes algumas vezes ia aos dopings … de gabardine.
    … o mijo dos bebés da creche da Paróquia das Antas, ia escondido debaixo do braço.
    Havia um certo balneário onde o mijo BOM, era passado por um tijolo falso...

    Walter Casagrande, ex-futebolista internacional brasileiro, em Abril deste ano, declarou e repetiu que foi dopado no FCP em quatro ocasiões.
    He describes with details how it was done. The drug was Pervitin, the very same drug used by the nazis!
    Then there is the famous case that Futebol Clube do Porto who was known in the city of Oporto as Furesemida Clube do Porto. That was the population of the town that called them that.

    Everybody remembers 5 famous of their best players in the 80´s who were already BALD with 24 years of age! Jaime Magalhães, Jaime Pacheco, Bandeirinha, André e Semedo! There´s also the testimony of one brasilian player, Doriva, who went back to Brasil because, as he said, "I don´t want to become bald!".

    2. Época de 2004/05. O FC Porto iria ganhar a Liga dos Campeões. Pelo caminho, o Manchester United... Nada fácil... Mau sorteio. O árbitro era o russo Valentin Ivanov, proveniente do país onde mais prolifera a corrupção. Coincidência? Talvez não.
    Em dois vídeos, pode analisar-se o jogo que elimina o MU e permite ao FC Porto caminhar rumo à final da Champions, que iria vencer.
    Um golo mal anulado a Scholes (seria o 2-0, ainda na 1ª parte) e uma falta-fantasma que permitiu a Costinha empatar, mesmo em cima do minuto 90.

    Fergusson: "Perdi duas eliminatórias europeias contra equipas de José Mourinho, mas não foi por causa da performance dos jogadores - mas, sim, por causa do árbitro. O jogo de 2004 frente ao FC Porto foi inacreditável. E a pior decisão nem foi o facto de ele ter invalidado um golo limpo do Scholes que nos daria o 2-0. A poucos minutos do fim, Ronaldo foi derrubado pelo defesa-esquerdo do FC Porto. O juiz de linha assinalou a falta, mas o árbitro mandou seguir".

    3. A UEFA ainda não apurou os factos mais graves ocorridos na “época de todas as escutas” em 2003/04!
    O FCPorto “comprou” por 2500€ o descanso de nove jogadores am Aveiro, a um domingo, para estarem em melhores condiçoes na 4ª-feira seguinte na 1ª mão da meia-final da Liga dos Campeões. Quem se tramou foi o Desportivo da Corunha!

    Causou algum espanto, o facto de um clube como o FCPorto conquistar uma competição tão exigente como a Liga dos Campeões. É que desde 1994/95 apenas clubes de países (Alemanha, Espanha, Inglaterra e Itália) é possível apresentar equipas competitivas que ultrapassem os 12 jogos até chegar à final. A menos que se possam descansar os futebolistas mais importantes em jogos internos, poupando-os para a Liga dos Campeões.
    Pois foi isso que o FCPorto fez em Aveiro (18 de Abri) tendo previamente pago 2500€ a Augusto Duarte (16 de Abril) para se precaver de problemas.
    Uma arbitragem mafiosa contra o Corunha onde uma agressão em plena área dos corruptos ficou sem a devida sanção e o correspondente penalty.

    4. O FCP tinha 50.000 contos para dar ao árbitro se fosse à final da Champions. Foi à final e ganhou-a. Não sabemos se pagou o dinheiro mas o orçamento havia.
    Como actualmente há um orçamento de 6M para pagar aos clubes adversários do Benfica para lhes ganhar ou empatar.

    5. Alan Wilkie (no seu livro "One night at the palace") também fala de um Porto-PSV em 1988, em que um ex-árbitro internacional que trabalhava para o FCP fez-lhe ofertas e a toda a equipa de arbitragem assim como visitas às casas do Reinaldo. Quem foi? António Garrido.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário



Mensagens populares

Limpinho, limpinho...

Barcelona sem Messi e na falência, foi esta noite uma pera doce para o Benfica que fez tudo para merecer esta gorda vitória e um passo gigante para a passagem na Champions, o que vem a dar mais uns milhares para os depauperados cofres do clube !!!

Este é o Benfica atual

O mal do Benfica é geral, é uma doença que atravessa todo o clube.  Reparemos: apesar de um orçamento global muito avultado para o país que somos, temos a seguinte situação:  - futebol masculino: perdemos vergonhosamente o campeonato e a Taça de 2020; estamos em terceiro lugar, a 4 pontos do primeiro, com duas derrotas vergonhosas nos dois últimos jogos; da Europa, nem vale falar; 

Exmo. Sr. Luís Filipe Vieira

Seguindo-lhe os passos vou enviar-lhe esta carta, não para me queixar de arbitragens, de falta de penaltis, de escassez de golos, de Covid, de escorregões e de outras desculpas esfarrapadas e escarrapachadas  ao estilo rasca de uma qualquer banda desenhada de vão de escada, num dos valores que em tempos a sua leitura elevava o Benfica e orgulhava os benfiquistas – o jornal “O Benfica”.  

Saia mais uma dose de batatas para o Celestino Mouco...

Esta prosa é apenas para um ex-amigo que tive a desdita de conhecer na minha terra natal, ( há horas do diabo...)  fanático do Vieira e do oxigenado que normalmente anda sempre a cheirar-me o rabo.  A cada traque mal cheiroso que dou, toma-o como se Chanel nr. 5 se tratasse.  Caro Celestino Mouco; há dias entraste no meu quintal e zurravas para que eu falasse das 3 batatas que o clube do jorge jesus deu ao Belenenses mas, esta noite, o teu vieira enfardou mais um saco de batatas  em Alvalixo.  O que te  valeu dares 3 batatas ao Belenenses? Bastava 1 batata e guardava 2 batatas para esta noite!  Estamos agora a 9 sacos de batatas atrás do Sportém.  É muita batata, mas espera que por este andar, o batatal do teu vieira vai bater este ano o record da safra de batatas!!! Também estamos a 5 sacos de batatas de distância do Porto, quer dizer que o batatal do teu ídolo está batatando!!! Para chegar ao TITALO, é necessário recuperar 14 toneladas de batatas!  É muita batata para a pequena camio

Síndrome de Estocolmo

Os sócios do Benfica sofrem do Síndrome de Estocolmo, por isso lfv pode fazer ao Benfica o que fez ao Alverca ( Acabou com o clube) que a maioria Benfiquista continuaria apoiar e a defender vieira com toda a garra.  Brevemente seremos um Salgueiros, um Estrela da Amadora, um Alverca.