Avançar para o conteúdo principal

Depoimento de um sofredor de Braga

Um tertuliano que andava "desaparecido" escreveu isto;

--------------

Esta parece ser uma semana de "regressos"...


Eu próprio, que sempre leio as vossas mensagens com toda a atenção e carinho, também tenho andado arredado destas andanças (nem no Facebook perco tempo…) porque, tal como o Pedro referiu, há coisas MUITO mais importantes na vida que 11 artistas pagos a peso de ouro a correr atrás de uma bola…que no fim nem sabem quem nós somos

Aliás, estes últimos 2 anos ajudaram-me a compreender isso em toda a sua plenitude, como muitas vezes desperdiçamos a nossa energia em coisa que não valem a pena e depois as coisas más acabam por acontecer…e nós perguntamos porquê…

Atenção, continuo a acompanhar o nosso Glorioso, chateio-me ou alegro-me durante os jogos, mando dois berros mas mal o apito pro final do jogo se faz ouvir, desligo totalmente a ficha do futebol, é automático, já nem faço grande esforço, pura e simplesmente o que se passa com aquela gente é-me completamente irrelevante.

Respeito a fidelidade, o sangue na guelra do adepto que vibra com toda a sua força mas já não compreendo o facto de se deixarem afectar psicologicamente por algo que não é essencial ao normal funcionamento da vida, não é passar fome e frio, não é fugir de uma guerra, são só 11 camelos que não têm qualquer ligação com a nossa vida corrente.

Dito isto, vou só dar a minha contribuição relativamente ao momento actual do Glorioso.

Bem...

Já há alguns anos, em conversa com um amigo (e penso que já o disse aqui), disse-lhe que achava LFV uma personagem de origem equina, proveniente de uma península ali pros lados de Setúbal…acho que me fiz entender...

Com o tempo, terá percebido que prestar vassalagem a um velho proxeneta, quando se tem nas mãos uma maquina de facturar milhões, é capaz de ser um bocado redutor e ai decidiu embarcar numa aventura com os seus dois amigalhaços Domingos Soares Oliveira e Jorge Mendes: “vamos fazer disto uma plataforma de aquisição, valorização e venda de jogadores onde toda a gente saca comissões milionárias e o troco pode ficar pro Benfica”.

O ano passado houve uma pausa nesse plano porque Vieira recebeu um telefonema de um grande amigo seu, que estava em dificuldades e lhe disse:” Oh, Bieira, tu tens que me deixar ganhar este ano senum o meu fêquêpê bai cu cuaral..o e tu num queres isso, pois noum?”. Vieira lá anuiu...

O resultado está agora à vista: o Benfica é gerido sem qualquer tipo de emoção clubística (o que em parte pode ser benéfico – por vezes é a emoção que nos arrasta pra lama), tudo é feito com base em pressupostos financeiros, sempre suportado por muita demagogia, a única forma de tapar os olhos dos adeptos mais desatentos...

Não posso negar que se fizeram coisas boas, a formação está a dar frutos, a infraestrutura é de qualidade mundial (algo que muita gente não releva como sendo algo importante pro bom funcionamento de um clube) mas eu não sou o Stromp e não como a sopa com a testa, a teoria do “projecto” com que a Direcção tanto se escuda pra não despedir um falso-humilde e autentico nabo a nível táctico de seu nome Rui Vitoria não me engana.

Se o homem é incompetente, o projecto falhará…e depois qual é a desculpa…ou sou só eu percebo isso? De certeza que não, já foram demasiadas conversas com benfiquistas de norte a sul, de todas as raças e credos, de todas as hierarquias sociais, todos a dizerem aquilo que é óbvio e que coincide com a minha visão do homem:

- o modelo de jogo é:

mete na ala esquerda, progride, centra à sorte e logo se vê...

- se a ala esquerda estiver coberta...é fácil:

Báscula pra ala direita, progride, centra à sorte e logo se vê...

Chega a ser confrangedor ver este modelo de jogo ser aplicado ad nauseam, pra ser facilmente anulado pelos moreirenses desta vida, sem que ninguém daquela estrutura faça nada…há quem acredite que os bons momentos de jogo do Benfica se devem a “trabalho nos treinos” e não a rasgos individuais, provenientes com toda a certeza da vontade dos jogadores em mostrar que, à falta de um plano de jogo, eles têm soluções próprias pra levar a equipa à vitoria.

Fala-se em Jesus, eu acho isto tudo especulação pura…mas ser verdade, o que pensar disto?

Bem, não gosto de Jesus, não quero o seu regresso, qualquer decisão neste sentido será o demonstrar do desnorte que varre toda a Direcção…mas se me perguntarem qual dos dois preferia ter neste momento a treinar o Benfica? Facilmente respondo: Jesus.

Volto a referir, não posso com o homem, não o acho assim tão genial como muita gente o pinta (só tem um plano de jogo) mas a verdade é que tacticamente o judas é infinitamente superior ao Vitória, no Sporting não triunfou (muita gente fala nos orçamentos milionários e afins...esquecem-se que o Sporting estava em construção, não é gastar dinheiro senão o PSG e o City eram os habituais vencedores da Champions) porque teve uma estrutura de lunáticos, com tudo de mau que isso acarreta, à volta dele e da equipa de futebol.

Se pudesses escolher, era o Klopp ou alguém com ele, com futebol positivo (“nós só somos jogadores de futebol, não somos médicos e salvamos vidas, não somos músicos ou artistas que compõem e criam arte, não construímos casas pras pessoas poderem viver, não fazemos nada de relevante no que toca à evolução da humanidade por isso que se não entretemos as pessoas com futebol bonito, futebol-arte, o que é que andamos aqui a fazer? – Klopp dixit...), quanto a especular sobre nomes de treinadores que estão livres é um bocado relativo.

Fala-se em Jardim mas não conheço bem o modelo de jogo (apesar de ser forte na aposta na formação), fala-se em Conte, em Paco Jemez, fala-se…mas como não conheço a fundo as características de cada um deles, não vou opinar por simpatia porque, por exemplo, eu gosto muito do Manuel Cajuda, que vem sempre cá a Braga beber um Favaios segundo a tradição do Bananeiro pela altura do Natal, anda lá no meio do povo, dá uma palavra a toda a gente, é um porreiraço... mas isso não chega pra ser bom treinador.

E pronto, só agora reparei que escrevi um testamento capaz de rivalizar com as longas e sabias dissertações do nosso enorme Conde 😊

Um bem haja pra todas(os), vivam o Benfica mas dêem sempre prioridade a viver a vida.

A gente "vê-se" por aqui 😊

Luis Bastos
Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post

0 comentários

Apoio de:


Aleatórios

Mensagens populares

As escutas do Apito Dourado foram totalmente legais

    Apito Dourado, a grande mentira das escutas   "Passaram esta quinta-feira 18 anos de um dos maiores escândalos da justiça e mais uns quantos da perpetuação de uma das maiores mentiras que alimenta o mundo do futebol."

A Máfia, a Maçonaria e o Apito Dourado

Costuma dizer-se que "a verdade é como o azeite, mais tarde ou mais cedo vem à superfície". Apareceu agora o testemunho do ex-juiz José Costa Pimenta, um antigo juiz reformado compulsivamente. A Maçonaria manda na justiça em Portugal. pulpuscorruptus.blogspot.com Mas a lei das escutas foi alterada, posteriormente em 2007 (governo Sócrates).

Carta à Cofina

Exmos. Senhores. Começo por vos dizer que sou um Benfiquista e sócio de 4 dígitos. A minha simpatia por tudo quanto é Cofina é nula...como nula é a vossa simpatia pelo meu Glorioso. Neste interim, estamos empatados. Quando estão disponíveis nos cafés, leio por alto as capas do CM, e no Record apenas aquelas duas páginas que dedicam ao Benfica. (normalmente são já notícias requentadas). O Record é mais pró-Sporting. Todos nós sabemos e isso até é o que menos me importa. Cada Jornal segue a linha que quiser. Só compra quem quer! Em casa, passo algumas vezes pela CMTV, mas como as notícias do "assassino" do "pedófilo" da "greve" do "homicida" dos "incêndios" etc etc.. se repetem, repetem, repetem até à exaustão, perco-lhes o interesse e mudo de canal. Mas é outro o assunto que me levou a escrever-vos. Os programas de desporto que vocês exibem todas as noites, onde a barulheira é tal que não se percebe nada do que dizem, a CMTV não